Duas tardes

e outros encontros silenciosos

João Anzanello Carrascoza

R$ 34,00
Livro indisponível

Um delicado fio de poesia perpassa os escritos de João Anzanello Carrascoza.

Neles, situações aparentemente corriqueiras do cotidiano tornam-se imagens cinematográficas. Num cenário iluminado por extremo lirismo – cercado de intenções veladas, silêncios íntimos, olhares reveladores, emoções familiares –, um girar de pião sustenta a ligação entre pai e filho; um almoço entre amigos denuncia os resíduos fundamentais da vida; em meio a uma mudança, o insustentável se revela na vida de um casal; a relação mãe e filho e o cotidiano de uma criança no morro; a felicidade fotografada em preto e branco.

É justamente esse o maior talento de Carrascoza: por meio do fio lírico, fazer reviver, dentro de nós, um mosaico de emoções. Como fala o texto de orelha escrito por Luiz Ruffato, "disso é feita a escrita de Carrascoza, de poesia que se quer silêncio, de miudezas que constróem o cotidiano, de melancolia, de lirismo."

Trecho do conto O menino e o pião

“Enrola o cordel no pião, solta-o no assoalho e o vê girar, girar, girar, até que se imobilize. E novamente o põe em movimento. Mantém-se ali, agachado, numa felicidade que é quase insuportável de se provar em largos sorvos, tem é de fazê-lo em goles mínimos. Nem nota que o pai pára no corredor às escuras e de lá o contempla, girando outro pião dentro dele.”