Do sonho às coisas

retratos subversivos

José Carlos Mariátegui

Coleção Marxismo e Literatura

R$ 42,00

Em uma curta e intensa vida, o jornalista, teórico e dirigente revolucionário peruano José Carlos Mariátegui (1894-1930) uniu pensamento e ação, arte e política, jornalismo e militância, construindo uma obra que fez dele o mais original dos pensadores marxistas latino-americanos.

Empenhado em trazer as ideias de Marx para a realidade do subcontinente, Mariátegui abriu caminhos para uma reflexão própria do marxismo, sempre lutando pelo papel dos povos e culturas indígenas na luta de classes e pela transformação social. Sua obra teórica – e sua visão sobre a formação social e étnica da indo-américa – influenciou desde a revolução cubana e Che Guevara até os zapatistas de Chiapas, e segue inspirando movimentos que lutam pela igualdade e pela emancipação em toda a América Latina. Dentre os vários livros que escreveu, destacam-se Siete ensayos de interpretación de la realidad peruana e La escena contemporânea.

Mariátegui aliava o trabalho teórico ao gosto pelos debates das vanguardas artísticas e a profissão de jornalista, o que no início da carreira o levou a escrever sobre assuntos tão diversos quanto corridas de cavalo e notícias policiais. Publicou poemas, fundou revistas de humor e arte; mas logo passou a se dedicar com convicção à causa socialista, fundando o Partido Socialista Peruano, escrevendo como correspondente na Europa e criando publicações com forte conteúdo de crítica social. Entre elas, a célebre revista Amauta, palavra quéchua que significa `sábio, sacerdote`, e que se tornou uma espécie de alcunha do próprio Mariátegui.

Neste Do sonho às coisas: retratos subversivos, Luiz Bernardo Pericás reúne escritos nos quais nosso autor analisa personagens como Mussolini e a ascensão do fascismo, Mahatma Gandhi e a luta pela independência indiana, John Maynard Keynes e o tratado de Versalhes, André Gide e a Nouvelle Revue Française, Leon Trotski e suas reflexões sobre arte, Máximo Gorki e a revolução russa, H. G. Wells e a visão de mundo do Império Britânico, entre outros.

Esses retratos, textos em permanente movimento, corajosos, apaixonados, demolidores, permitem também conhecer mais do seu autor: um homem de talento e inteligência afiada, que buscou ver a realidade com olhos latino-americanos que sonhavam e lutavam para transformar o mundo.